Sobre

Qual é o seu negócio? Essa é a primeira pergunta que faço para meus clientes no primeiro contato. E o interessante é a dificuldade que muitos tem em explicar isso. Nosso negócio nem sempre é óbvio. Da mesma forma que o negócio do McDonald’s não é comida e sim imóveis, quando vamos para a área da internet as coisas ficam mais obscuras ainda. Por isso criei esse blog, para ajudar mais pessoas a encontrarem uma forma de trabalhar usando a internet e alcançando seus objetivos.

Atingir nossos objetivos, obter mais resultados, é isso que nós queremos. Comecei a trabalhar como desenvolvedor web em 2007 e nesse tempo trabalhei em mais de 400 projetos de sites e aplicativos web, esses quase dez anos de experiência me ensinou muitas coisas, vi pequenos negócios, com sites simples fazerem um sucesso incrível. E também vi empresas com um orçamento enorme fracassarem com os seus projetos online.

A pergunta que me persegue é, o que faz a diferença entre o sucesso e o fracasso de um projeto? Como medir o sucesso de um projeto?

Começando com a segunda pergunta, quem define a medida do sucesso é você mesmo.

– Quer ter mais de 20 orçamentos por mês?

– Quer vender um milhão de reais por mês?

– Quer dez mil acessos diários no site?

BarcoO primeiro passo é definir onde se quer chegar. Em todas as reuniões que faço com clientes eu pergunto, o que você quer fazer com esse site? Na maioria das vezes os clientes respondem, quero fazer algo novo, diferente, moderno. Algo parecido com o site xyz do meu concorrente. Isso é bom, mostra que a pessoa está pensando em como fazer o site, mas minha pergunta é o que você espera conseguir através desse site. Na maioria dos casos, o site é uma ferramenta para uma finalidade. Ele não pode ser um fim em si mesmo, não devemos fazer um site só porque todo mundo tem um site hoje em dia. Devemos fazer um site por que queremos atingir algum objetivo com ele, caso contrário o mesmo é só um pedaço de madeira à deriva no oceano, um site de sucesso é como um barco, construído para uma finalidade, seu comandante quer ir do ponto A para o ponto B. Quando ele chega no ponto B sabe que atingiu o sucesso no projeto.

Agora, vamos supor que temos nosso objetivo. Queremos que nosso site gere engajamento para a criação de uma lista de emails, e também queremos 10 mil contatos nessa lista para uma venda posterior. Com base nisso lá vou eu e desenvolvo um site para o cliente que possibilita esse objetivo. Maravilha, agora temos o objetivo, temos a ferramenta, todos os problemas estão resolvidos.

Não! Não mesmo, o barco não veleja sozinho, da mesma forma que o site por si mesmo não nos dá os 10 mil contatos que queremos. Aí entra outro fator decisivo, que é determinante para responder a primeira pergunta, o que faz a diferença ente o sucesso e fracasso de projetos online, a tripulação e sua liderança. E se você não sabe qual é o seu negócio de verdade, pode trocar as suas prioridades.

Na conclusão do projeto fornecemos um treinamento para o cliente e sua equipe, e também suporte técnico posterior. Mas se o cliente não produz conteúdo relevante, se ele não trabalha suas redes sociais, se delega todo o trabalho a terceiros sem supervisão e acompanhamento é possível que o barco nem saia do porto, ou se desmanche no caminho e se torne madeira à deriva.

O envolvimento da liderança é essencial ao sucesso. A liderança pode sim delegar e até terceirizar o trabalho para outra empresa, mas sem saber o que deve ser feito para atingir o resultado, e também sem ao menos uma noção de como fazer isso, é improvável que as coisas funcionem.

Qual é o seu negócio? Ás vezes nem o dono entende isso

Qual é o seu negócioVou dar um exemplo, um cliente que fez site tipo catálogo conosco e contratou uma agência para fazer a manutenção do Google Adwords, pagando valores altos. Mas quando analisamos o que a agência estava fazendo vimos que a mesma havia criado um único anúncio para todas as palavras chaves, que são aproximadamente 500, com um link para a página inicial da loja. Talvez você que está lendo isso agora não entenda a gravidade do problema, mas isso é um erro gigantesco. No caso citado o cliente vendia produtos físicos. O mínimo que se espera de uma agência é que a mesma crie anúncios específicos para cada produto, ou categoria de produtos, e que o link seja direcionado para o produto anunciado.

Mensalmente a agência envia um relatório mostrando o alto número de visitas no site oriundos da campanha no Google. Ótimo, muitas visitas são iguais a muitas vendas. Errado, o site tinha realmente muitas visitas, mas conversando com os vendedores, as visitas não eram convertidas em vendas. O cliente chegava na página inicial e já saía, o que a agência não mostrava era a taxa de rejeição. Além disso não era realizado um trabalho para melhorar o ranking da página na busca orgânica, assim, no momento em que a campanha ficava sem créditos o site sumia da primeira página.

Além disso, internamente na empresa também enviavam um newsletter semanal para os contatos dos emails dos clientes. Eles enviavam o catálogo completo em “pdf” toda semana, para as mesmas pessoas. Quando sugeri que eles listassem no sistema os clientes que compraram um produto específico, pegassem o email somente desses clientes, e enviassem um email explicando mais detalhes do produto, oferecendo uma promoção ou mostrando produtos semelhantes entraram em choque, como é que ninguém pensou nisso antes. Simples, eles não perceberam qual é o seu negócio, apesar da receita vir dos produtos físicos, o que os clientes buscam é principalmente uma solução para problemas específicos que esses produtos resolvem. Eles se focam no produto, e não na solução que ele traz.

Este cliente terceirizou sua campanha para uma agência, pensando que contratar um profissional caro resolveria o seu problema sem muito esforço. Mas como o mesmo não tinha ideia de qual era o trabalho esperado da agência, nem de qual resultado desejava, gastou, e ainda gasta, uma fortuna todo mês para manter seu site na primeira página. A agência prometeu visitas em seu site, mas é uma loja, que quer vendas, o que é melhor para uma loja online, ter 10.000 visitas mês e fechar 20 vendas, ou ter 1.000 visitas mês e fechar 100 vendas?

É por isso que existe este site. Qual é o seu negócio? Uma pergunta difícil, mas essencial para que os projetos sobrevivam. Nosso negócio aqui é contribuir com nossas pesquisas e nossa experiência para que mais pessoas tenham sucesso em seus negócios utilizando a internet como ferramenta, e ajudando a melhorar nosso país.

Se você quer mais ideias sobre como usar a internet para conseguir renda extra, veja nossos artigos.